Conceitos – Classes Abstratas: Programação Orientada a Objetos – Parte 1

Olá pessoal, neste artigo veremos os conceitos sobre Classes Abstratas. Acompanhem:

As classes abstratas são as que não permitem realizar qualquer tipo de instância. São classes feitas especialmente para serem modelos para suas classes derivadas. As classes derivadas, via de regra, deverão sobrescrever os métodos para realizar a implementação dos mesmos. As classes derivadas das classes abstratas são conhecidas como classes concretas.

Como medida de segurança, as classes abstratas somente podem ser estendidas, sendo que a criação de um objeto a partir da mesma é um procedimento evitado. Além disso, caso um ou mais métodos abstratos estejam presentes nessa classe abstrata, a classe filha será, então, forçada a definir tais métodos, pois, caso contrário, a classe filha também se tornará abstrata.

A funcionalidade dos métodos abstratos que são herdados pelas classes filha normalmente é atribuída de acordo com o objetivo ou o propósito dessas classes. É possível, porém, não atribuirmos uma funcionalidade a esses métodos abstratos. Neste caso, faz-se necessário, pelo menos, declarar tais métodos.

Métodos Abstratos – Os métodos abstratos estão presentes somente em classes abstratas, e são aqueles que não possuem implementação. A sintaxe deste tipo de método é a seguinte:

<modificador_de_acesso> abstract <tipo_retorno> <identificador> ;

Veja abaixo um exemplo de uma classe abstrata com um método abstrato (na próxima parte veremos um exemplo mais completo):


abstract class Pessoa

{

public string Nome;

public int Idade;

public string Email;

public abstract void Gravar();

}

Desta forma podemos sobrescrever o método Gravar nas classes que serão derivadas da classe Pessoa:


class Funcionario : Pessoa

{

public override void Gravar()

{

Nome = "Wellington";

Idade = 21;

Email = "wellingtonbalbo@gmail.com";

}

}

Perceba que por meio da palavra-chave override (que apenas pode ser utilizada em métodos e atributos virtuais) sobrescrevemos o método Gravar, criado na classe Pessoa. Um método abstrato é implicitamente virtual.

Lembrando que podemos sobrescrever o método Gravar em mais classes (para quem acompanha meus artigos sobre o Consultório em Windows Forms, podem ver bem isso em ação).

Assim finalizo o artigo. Como dito anteriormente, na próxima parte do nosso artigo veremos o exemplo prático completo com classes abstratas. Não percam!

Um abraço, e até o próximo artigo.

Wellington Balbo de Camargo

wellingtonbalbo@gmail.com

2 comentários em “Conceitos – Classes Abstratas: Programação Orientada a Objetos – Parte 1

Expresse sua opinião!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s